Contraste

Em favor da unidade da categoria, assembleia elege delegação representativa do ES ao XXIII Confasubra

Por Comunicacao
19 de Abril de 2018 às 14:28


48 delegadas/os vão representar o ES no Congresso da Fasubra para unififcar a luta contra os ataques do governo ilegítimo e por direitos! 



Em uma assembleia bastante movimentada, foi eleita a delegação do Espírito Santo (Sintufes/Ufes) que vai representar a categoria dos TAEs no XXIII Congresso da Fasubra (Confasubra). A extrema necessidade de união da classe trabalhadora marcou a votação. E o grupo, que irá fortalecer e unificar a luta por direitos no encontro da federação em Minas Gerais, será composto por 48 delegadas/os, que formam uma delegação bastante representativa da base da federação.  

A decisão foi tomada pela assembleia geral da categoria, convocada pelo Sintufes, realizada na manhã desta quinta-feira, 19 de abril de 2018, no Same/Hucam, no campus de Maruípe, em Vitória. A eleição aconteceu por chapa. E a delegação foi eleita enquanto chapa 2, representando o coletivo Movimento Sonhar e Lutar Vamos à Luta pela Base.

"A unidade da categoria neste momento é muito importante. Embora, existam maneiras diferentes de pensar, em meio à classe trabalhadora, na atual conjuntura a unidade é extremamente essencial para se fazer a luta. E no XXIII Confasubra, vamos trabalhar ainda mais na unidade de toda a nossa categoria, pois ela será necessária para fazermos a defesa da campanha salarial, que reivindica o índice de reajuste de 25,63%. E para promovermos o fortalecimento contra os ataques temerários aos direitos trabalhistas e previdenciários. E reforçar o enfrentamento dos ataques que visam destruir o PCCTAE, acabar com os hospitais universitários e as universidades públicas", frisa a diretoria colegiada do Sintufes.  

Assembleia acompanha os trabalhos de eleição da delegação ao Confasubra 


Além disso, a direção pontua que as delegações ao Confasubra precisam ficar por dentro do temário do Congresso, que prevê: discussão sobre as conjunturas, nacional e internacional; os projetos de universidade pública e de hospital universitário; discutir as opressões sofridas pelas mulheres, pela população LGBTI, e o combate ao racismo. Além de questões institucionais da Federação, como alteração no estatuto, prestação de contas e eleição da Direção Nacional e do Conselho Fiscal.   

Coordenadora da Fasubra acompanha a assembleia 
Os trabalhos de eleição da delegação do ES (Sintufes/Ufes) ao Confasubra foram acompanhados pela coordenadora de Mulher Trabalhadora da Fasubra,  Eurídice de Almeida.  

“Estamos aqui num processo democrático e a minha função aqui é acompanhar e colaborar, enquanto direção da Fasubra, para que o processo seja conduzido tranquilamente e sem nenhuma dúvida”, expôs a diretora da federação momentos antes de iniciar a votação que definiu a delegação do ES.  

Eurídice esteve na assembleia para fiscalizar se a atividade foi realizada dentro dos trâmites regimentais e estatutários da Fasubra. Esse é um procedimento da federação visando promover a fiscalização das assembleias que elegem delegadas/os ao Confasubra. 

Chapas e números 
Seguindo o edital de convocação divulgado pelo Sintufes em 28 de março, a assembleia teve início às 9 horas (primeira chamada) com a segunda chamada às 10 horas. A assembleia, conforme regimento e estatuto da Fasubra, foi (e sempre deve ser) aberta a todas/os trabalhadoras/es nos campi da Ufes (técnicos e terceirizados). Todas/os devem assinar a lista de presença, pois é ela que define a quantidade de delegadas/os que poderão ir ao Congresso.  Contudo, para se eleger delegada/o é preciso ser filiada/o ao Sintufes e estar em dia com o sindicato. 

Votação. Crachás são inseridos nas urnas 
 

Na lista foram registradas 478 assinaturas. Segundo a coordenadora da Fasubra, o número deu direito que a assembleia elegesse 48 delegadas/os ao Confasubra. A eleição foi por chapas, cuja numeração foi sorteada pela mesa que conduzia os trabalhos da assembleia. As duas chapas foram assim registradas: 

  • Chapa 1, do coletivo: Frente Base;
  • Chapa 2, do coletivo: Movimento Sonhar e Lutar Vamos à Luta pela Base. 

Antes do início da votação, integrantes das chapas fizeram suas falas, defendendo as teses de seus respectivos grupos. E reforçando a importância da unidade da classe trabalhadora para fazer o enfrentamento dos ataques e a luta por direitos. 

Após os discursos, a assembleia entrou em regime de votação, que foi representada pela inserção do crachá - com o número da chapa escrita nele – em duas urnas. Na sequência, foi realizada a contagem dos votos, observada por representantes das duas chapas e pela coordenadora da Federação.   

Coordenadora da Fasubra (à esq.) acompanha a contagem dos votos
 

A chapa 1 registrou 18 votos. Já a chapa 2, 204. Ainda de acordo com as questões regimentais e estatutárias da Fasubra, a chapa 2 teve direito aos 48 delegadas/os, uma vez que a quantidade de votos da chapa 1 não chegou a 10% da quantidade total dos votos válidos (222). 

Teses ao Confasubra. Clique aqui e confira o caderno de teses ao XXIII Confasubra. O documento traz as teses dos diversos agrupamentos políticos da Federação e de seus sindicatos de base. Traz ainda a programação do Congresso, o regimento e o estatuto da Fasubra.  

Assembleia registra 478 assinaturas na lista de presença


Confasubra
O XXIII Confasubra será entre os dias 6 e 11 de maio, em Poços de Caldas, cidade do sudoeste mineiro. O Congresso será momento de organizar a luta nacional dos técnico-administrativos das Ifes em defesa da campanha salarial dos servidores públicos federais de 2018. A campanha reivindica o índice de reajuste de 25,63%, apurado pelo Dieese, que contemplaria as perdas acumuladas ao longo dos anos.

O encontro será espaço de fortalecimento contra os ataques temerários aos direitos trabalhistas e previdenciários, em defesa do PCCTAE, dos hospitais universitários, das universidades públicas. E, ainda, vai fazer mais uma série de enfrentamentos do desmonte do estado promovido pela política neoliberal e golpista de Michel Temer, que além de atacar fica em silêncio diante das reivindicações da categoria.  

O Cofasubra será marcado também por forte tensionamento das correntes políticas da federação, uma vez que ele será finalizado com a eleição da próxima diretoria da Fasubra. 
 

334 visualizações, 1 hoje

SINTUFES NA MÍDIA